Facebook

Saiba o que é benchmarking e quais são seus benefícios


“Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.” Essa frase, dita por Antoine Lavoisier entre 1743 -1794, um dos pais da química moderna, até pode ser antiga, mas se encaixa perfeitamente ao post de hoje. 
 

Assim como na natureza, no mundo dos negócios as coisas também se transformam. E essas transformações só ocorrem por conta dos comparativos que uma empresa faz com as outras.
 

Quando uma comparação é feita, as empresas são capazes de enxergar com mais clareza quais são seus pontos fortes e fracos. Não só isso, identificar quais ideias das concorrentes podem ser reaproveitadas ou aprimoradas para benefício próprio.
 

Quer se sobressair e garantir uma vantagem mais competitiva no mercado?
 

Veja, neste post, o que é benchmarking, como funciona e quais são seus benefícios. Também como essa estratégia ajuda na melhoria de processos e como fazer benchmarking pode ser prático!  
 

Confira! 
 

Afinal, o que é benchmarking?


 


 

Benchmarking é um termo inglês que significa “avaliação comparativa”.
 

Trata-se de um procedimento de pesquisa entre empresas de um mesmo setor para analisar como os processos, produtos e serviços estão se saindo em relação aos concorrentes. 
 

O objetivo por trás do benchmarking é a melhoria de processos, para assim gerar mais lucro e competitividade.
 

A empresa que quer se sobressair e garantir uma vantagem competitiva precisa entender como o mercado funciona e está se comportando. Também saber o que os números significam e como eles interferem na performance e elaboração de estratégias.
 

Os dados avaliados no benchmarking ajudam nessa missão, uma vez que as referências podem ser utilizadas para desenvolver iniciativas que melhoram (e muito) a posição da marca no mercado.
 

Vantagens de fazer benchmarking


 

É natural do ser humano se comparar com as outras pessoas. Essa é uma forma dele saber se está progredindo e se é necessário fazer mudanças na rotina para alcançar os objetivos mais rápido. 
 

No mundo dos negócios, é a mesma coisa. 
 

A empresa precisa saber como o seu negócio está sendo visto pelo cliente, e avaliar quais estratégias são necessárias para melhorar a sua posição. 
 

Então, comparar os seus resultados com uma concorrente é uma forma interessante de conseguir isso. Afinal, a empresa pode ter insights e adquirir inspiração para buscar o aprimoramento dos processos e a melhoria constante
 

Se usado da forma correta, o benchmarking é capaz de trazer benefícios fantásticos como, por exemplo:
 

  • Identificar quais ações estratégicas ajudaram outras empresas a ter sucesso;
  • Descobrir as tendências de mercado e sair à frente;
  • Elaborar um plano de ação para desenvolver estratégias que direcionarão a empresa para o caminho certo;
  • Apontar as áreas e processos que precisam de melhorias;
  • Conseguir insights das concorrentes que já atuam no mesmo segmento;
  • Adquirir conhecimento e segurança para discutir novos projetos.
     

Quais são os tipos de benchmarking


 

Para colocar a estratégia em prática, é necessário entender que existem tipos diferentes de benchmarking que podem ser utilizados pela empresa. Abaixo veja quais são os mais comuns e como funcionam:
 

Competitivo

O tipo competitivo tem como finalidade avaliar como a empresa está se comportando em relação às suas concorrentes. 
 

Genérico

Serve para identificar pontos de melhoria, avaliando empresas que possuem processos semelhantes mas não necessariamente disputam mercado. 
 

Funcional

Na versão funcional, a empresa busca por ações estratégicas que podem ser aplicadas em qualquer empreendimento, ainda que não sejam semelhantes nem disputem o mesmo público. 
 

Interno

No tipo interno são analisados os setores da empresa. Ou seja, é comparado áreas de desenvolvimento e atendimento a fim de otimizar processos internos e melhorar resultados.
 

Cooperativo

Esse tipo de benchmarking têm como objetivo a troca de experiência. Isto é, se uma empresa tem sucesso na área comercial e a outra no atendimento ao cliente, elas podem fazer uma análise das práticas que vão ajudar no crescimento de ambas.
 

Como fazer benchmarking


 



 

Agora que você já sabe o que é e quais são os principais tipos de benchmarking, veja o passo a passo para implementar a estratégia dentro da sua empresa:
 

Passo 1: Selecionar concorrentes

A primeira coisa que você precisa para realizar um benchmarking é definir quais são os seus concorrentes. Verificar se o nicho de atuação é o mesmo que o seu, se vendem os mesmos produtos e se possuem o mesmo tipo de perfil ideal de cliente.
 

Passo 2: Estabelecer os indicadores de análise

Selecionado os concorrentes? Então é hora de estabelecer os indicadores de análise: indicador de produtividade, indicador de eficiência, indicador de qualidade, enfim... Veja quais são os números mais importantes da sua empresa e que servirão de base para fazer o comparativo.
 

Passo 3: Coletar dados para análise

Assim que estabelecido os indicadores de análise, colete todos os dados para fazer a comparação. Lembre-se de verificar se as informações são atualizadas e de confiança. 
 

Passo 4: Comparação dos dados

Uma vez que tiver todos os dados em mãos, é hora de fazer o comparativo dos indicadores. 
 

Essa é uma etapa muito importante já que realizar uma análise aprofundada das melhores práticas usadas pelas concorrentes pode ajudar no aprimoramento de processos e produtos/serviços da sua empresa. 
 

Passo 5: Detecção dos pontos altos e baixos

Fez o comparativo dos dados? Então é hora de detectar quais são os pontos altos e baixos da sua empresa com base na comparação. 

Nessa etapa, avalie quais são os indicadores destaques da concorrente, em que pontos a sua empresa se sobressai e que processos precisam ser melhorados para atingir a excelência.  
 

Viu só como melhorar processos e garantir uma vantagem competitiva não precisa ser díficil? Basta usar o método benchmarking para identificar o que pode ser melhorado dentro do seu negócio. 


Gostou do tema? Então continue lendo o blog do DOO para se manter atualizado!
 

17 de Agosto de 2020

Tags:

benchmarking gestao qualidade sistema para gestao gestao de qualidade sistema para gestao de qualidade O que é benchmarking Como fazer benchmarking Melhoria de processos