Facebook

MKraft e DOO: juntas na parceria pela gestão menos operacional e mais estratégica



Com a transformação digital reformulando processos industriais, a automação torna-se peça-chave para a melhoria das atividades. Utilizando o software correto para cada empreendimento é possível melhorar a qualidade do serviço e influenciar diretamente na satisfação do cliente, além de reduzir custos e aumentar os acertos.
 
A indústria 4.0 chegou com tudo e trouxe mudanças significativas para os processos ao possibilitar maior produtividade, flexibilidade, qualidade, eficiência e competitividade. É também uma nova era da Qualidade, onde o setor não atua apenas no chão de fábrica, assumindo um papel estratégico.
 
Você sabe o quanto é benéfico para o seu negócio implementar um Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ)? Tem ideia dos custos das atividades manuais que envolvem essa área?
 
Atividades como ciclo de revisão e aprovação de documentos, registro e tratativa das não conformidades, controle dos prazos das ações em geral do SGQ precisam ser transformados em um inovador modelo de gerenciamento de riscos.
 
Veja neste caso de sucesso como a MKraft está conduzindo sua evolução da Gestão da qualidade em parceria com o Doo.

Revolução na área da qualidade 

Especialista em comércio e distribuição de aço com foco no setor industrial e com sede em Joinville (SC), a MKraft reformulou todos seus processos com o sistema DOO a partir de 2017. Até então, a área da Qualidade controlava todos os processos manualmente. Isso era custoso, pois a atuação era muito operacional, uma vez que as informações eram centralizadas em planilhas de Excel, o que resultava em grande perda de tempo.
 
De acordo com Tânia Ferreira, Coordenadora de Gestão da Qualidade, a partir da implementação do DOO, a área parou de preencher planilhas e começou a atuar mais ativa e diretamente na melhoria dos processos, o que fez toda a diferença para a organização.
 
A empresa começou com alguns módulos, já agregou outros e conseguiu centralizar todas as informações em um sistema só, o que facilitou o armazenamento, diagnóstico de relatórios e controle das informações. Os profissionais passaram a ter uma visão mais ampla sobre os negócios e com isso acesso a dados simplificados das áreas. O resultado foi uma tomada de decisão mais segura.
 
Outro ganho foi a transformação da cultura organizacional como um todo. O sistema DOO auxilia diversas áreas da empresa a controlarem suas próprias informações de gestão, plano de ação e gerenciamento de risco.
 
“O resultado foi que, agora em 2020, mudamos o nome de SGQ, Sistema de Gestão da Qualidade, para SGM, Sistema de Gestão da Mkraft. A partir daí, a área da Qualidade sobe um degrau e passa a ser realmente estratégica”, afirma Tânia.
 

Utilização dos módulos

A MKraft trabalha com vários módulos do Sistema DOO que auxiliam no gerenciamento das atividades da Gestão da Qualidade.
 
A coordenadora destaca os benefícios de contar com o módulo de Documentos do sistema DOO. “Com ele, podemos disponibilizar os links dos documentos controlados para qualquer área. Todos os funcionários têm uma senha de acesso ao DOO e são capazes de consultar o sistema a qualquer momento. Um dos projetos em que estamos trabalhando é a integração do DOO módulo de documentos com nosso ERP. Isso facilitará o trabalho, pois no caso de alguma dúvida em um processo bastará o usuário clicar num botão dentro do ERP e o documento armazenado no DOO irá aparecer”.
 
A empresa trabalha também com as não conformidades de processo, cujo módulo já ajuda na estruturação de um plano de ação por conta das ferramentas oferecidas. “Podemos escolher a ferramenta mais adequada. Utilizar o método do diagrama de Ishikawa, dos 5 Porquês ou o fator Causa e Ação, por exemplo”, explica 
 
Segundo Tânia, a ferramenta ajuda na análise de cada problema. “O DOO já nos diz qual sistema de análise é mais adequado a partir do tipo de problema apresentado.”
 
A possibilidade de controle por lembretes no plano de ação também foi lembrada pela coordenadora, já que os gestores estão sempre envolvidos com a rotina que acabam esquecendo ações pendentes. “Isso ajuda muito no cumprimento dos prazos. Neste ano de pandemia tivemos várias ações advindas do plano de risco, para nos ajustarmos ao cenário atual”, destaca Tânia.
 
O plano de auditoria para a área da Qualidade tornou mais fácil os processos de melhoria contínua, uma vez que o sistema faz todos os links com os itens da norma ISO 9001, se está conforme ou não.
 
“Antes fazíamos um relatório em Excel, que, para quem conhece a norma ISO 9001, é bem extenso, para cada processo a ser auditado. Com o sistema DOO é só selecionar os itens da norma e praticamente meu relatório está montado. Ele já abre as telas das não conformidades, o que facilita muito nosso trabalho”, revela.
 
A MKraft agora começa a amadurecer sua gestão de riscos na questão de compliance. "O pessoal da Useall já fez várias melhorias no módulo de plano de risco com o objetivo de ficar mais claro para nossos gestores. Como é uma ferramenta nova para nós, tínhamos algumas dificuldades para entender os gráficos e a lógica de avaliação dos riscos, o que temos amadurecido nos últimos meses até com o exemplo da pandemia", exemplifica Tania.
 

Economia de custos

Com o sistema Doo, a MKraft tem conseguido reduzir custos e elevar o patamar da qualidade para um nível estratégico. Com a Gestão da Qualidade deixando de ser operacional, a área pode se dedicar a outros projetos.
 
Por exemplo, fazendo o planejamento estratégico da organização e ganhando também tempo para treinar os colaboradores. “Esta é a grande sacada da Qualidade”, destaca Tânia.
 
Para o futuro, os planos são migrar para o sistema DOO também o gerenciamento da agenda de salas de reuniões e compromissos.
 
"Sempre buscamos oportunidades de melhoria, fazendo sugestões já que novas funcionalidades podem atender as necessidades de outras empresas também. Nosso grande objetivo é otimizar cada vez mais nossas rotinas e estar constantemente simplificando o uso das ferramentas da Qualidade, para que nossos gestores entendam o ganho em utilizar da metodologia", conclui Tânia.
 
E, na sua empresa, como está a gestão da qualidade? Vamos marcar uma conversa?
 
 
 

07 de Dezembro de 2020

Tags:

mkraft case